PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE ISENÇÃO DA ANUIDADE

R) Profissionais que estiverem desempregados e que não possuírem nenhuma fonte de renda.
R) Assim que passar a exercê-la, seja como empregado contratado, prestador de serviço autônomo ou empresário. O aviso ao CRQ-XVII deverá ser feito mesmo quando se tratar de uma atividade remunerada fora da área da química. Por exemplo, o profissional passou a trabalhar como corretor de seguros, bancário, comerciário etc.
R) Por e-mail (atendimento@crq17.org.br) ou no nosso portal através do link: https://crq17.org.br/isencao-de-anuidade/. Nas mensagens enviadas deverão constar o nome completo do (a) profissional, nº de CRQ-XVII ou CPF, telefone para contato. Junte ao e-mail ou a carta cópias das páginas da Carteira de Trabalho onde constem: foto, nº e série, qualificação civil, último contrato de trabalho (ou seja, aquele cujo término motivou o pedido de suspensão da anuidade) e a página seguinte a este, que necessariamente deverá estar em branco.
R) Serão cobradas, automaticamente, todas as anuidades devidas, acrescidas de multas e juros, contados a partir do momento que o profissional começou a trabalhar.
R) Sim. A isenção da anuidade é um benefício temporário, solicitado anualmente, e que se extingue no momento que o profissional volta a exercer qualquer atividade remunerada. Quem passar a atuar numa atividade alheia à química e não quiser mais manter vínculo com o CRQ-XVII deve solicitar o cancelamento do registro.
R - Sim. Os profissionais beneficiados com a isenção do pagamento da anuidade, tão logo adquiram emprego, ou venham a prestar serviços como autônomos, ou passem a auferir qualquer fonte de renda, deverão comunicar imediatamente ao CRQ de sua jurisdição, e será devido, apenas, a anuidade proporcional ao período não vencido.